terça-feira, 14 de fevereiro de 2012


"If the doors of perception were cleansed everything would appear to man as it is, infinite."
Aldous Huxley


    O que quer que se diga em relação ao Dia de S. Valentim, um facto é incontestável. Este dia não passa indiferente a ninguém, mesmo que se diga e se sinta que sim. O que quero dizer é que as pessoas se enganam a si mesmas. Que o nosso sistema psíquico funciona à base de forças positivas e negativas, e que a necessidade de amor e de carinho é universal, seja para quem o admite ou para quem o nega, mesmo que de consciência o faça. Porque é esquecida a dimensão maioritária que assume o nosso inconsciente: é por isso que as pessoas só vêem o que estão preparadas para ver; e só sabem que sentem quando estão preparadas para sentir. É irrefutável afirmar-se, pois, que sentem necessidade de amor quem o admite, mas essencialmente quem o nega.
    Infelizmente vivemos uma época em que se privilegia a dimensão pessoal e subjectiva de cada um, numa sincronia de egoísmos puritanos e desvalorização da grandeza do amor, da compartilha e do sacrifício próprio em prol de outrem. Cabe a cada um de nós enveredar pelos caminhos do auto-conhecimento, da auto-libertação, do amor - indo além da vulgaridade selada a estes sentimentos e à sua expressão -, pois muitos serão aqueles que, chegando ao final da sua vida, se vão consciencializar da importância que não lhes deram.

Afonso Costa

3 comentários:

Paula disse...

E numa coisa tens razao este dia nao passa indiferente a ninguem. So acho engracado porque parece que nesse dia ha uma necessidade maior. Acho que quem tem necessidade de amor neste dia tambem vai ter noutros dias e quem ama neste dia tambem ama noutros como tal amem, demonstrem amor e declarem.se sem dias nem motivos. Digam o que sentem e o que vos apetece. E falo tambem de amizades nao tem mal nenhum chegares ao pe de um amigo num qualquer dia e dizer 'olha eu sou parva e chata mas gosto muito de ti' alias faz bem a ambos. Eu sou a favor do amor todos os dias e este dia parece.me excessivamente comercial, parece que as pessoas so se lembram do amor uma vez por ano e nao todos os dias.

Maria Filipa disse...

concordo tanto com isto Afonso *

anareis disse...

Querida(o) amiga(o). Estou fazendo uma Campanha de doações pra ajudar os jovens rapazes que estão internados no Centro de Recuperação de Dependentes Químicos onde meu filho está interno também.Lá tem jovens que chegam só com a roupa do corpo,abandonados pela família. Eles precisam de tudo:roupas masculinas,calçados,sabonetes,toalhas,pasta de dentes,escovas de dentes,de um freezer, Roupas de cama,alimentos. O centro de recuperação sobrevive de doações,são mais de 300 homens internos.Eles merecem uma chance. Quem puder me ajudar pode doar qualquer quantia no Banco do Brasil agência 1257-2 Conta 32882-0