sábado, 3 de novembro de 2012


“Você não pode mudar o vento, mas pode ajustar as velas do barco para chegar onde quer.”
Confúcio

(Foto: Julho de 2012; Por: Bernardo Arribança)

    Enquanto se soltam as amarras que prendem o navio ao cais, chovem flores, lágrimas e saudades antecipadas. Discorrem, em cenário tão saudosista, peças de vida como novelas da vida real. Ficções da tua mesma mente. Vai, solta-te navio da natureza, percorre o mundo pelos grandes oceanos desta terra, e que, na iminência de tempestades, te encalces na tua força e resistência, nessa tua essência de leão indomável. Que o passado, vago mistério que jaz no cais que por ora abandonas, em memórias sépia seja tornado. Fechado dentro de uma caixa, guardado nas tuas profundezas, como mais um dos mistérios que de ti faz um livro de histórias que para sempre ficam por contar. E que as feridas que, por ora se abrem, se fechem na mesma medida da tua grandeza.
    E assim despedem-se eles de ti, barco, com lenços de pano branco, bordados com a dor da despedida, com a saudade adiantada, o precoce desamparo e insegurança da ausência de cais. Mas que partas. Que nenhum lar é merecedor da eternidade. A mudança é tão necessária à vida como o ar para os nossos pulmões. Como o amor, realidade agora longínqua, tão mais que o cais de que te acabas de separar. Jaz agora, entre vós, as lágrimas daquele oceano; e, por baixo, os fantasmas das tuas profundezas. Tuas, que são minhas.
    A vida repete-se.
    Avança barco.

Afonso Arribança

6 comentários:

Moonlight disse...

O ciclo da vida...repete-se e repete-se e repete-se....

Bj cheio de luar

Moonlight disse...

O ciclo da vida...repete-se e repete-se e repete-se....

Bj cheio de luar

marisa v disse...

"A mudança é tão necessária à vida como o ar para os nossos pulmões." LINDO =)

marisa v disse...

"A mudança é tão necessária à vida como o ar para os nossos pulmões." LINDO =)

Bolacha Sofia disse...

Adorei o facto de pores frases emblemáticas no inicio dos teus textos, parece-me uma ideia genial!
E a musica do piano é linda já agora :D

Daniela Castro disse...

Que os ciclos da vida se regenerem sempre, com tanta beleza quanta aquela que depositas nos teus textos ! Espero que a tua vida te permita apanhar sempre o barco dos sonhos e sair apenas no cais do "Realizado"!

Um enorme Beijinho*