domingo, 10 de junho de 2012


"Eu não sou uma sonhadora. Só devaneio para alcançar a realidade."
Clarice Lispector


Dia 6 - 29 de Março de 2012
(19h10)

    Os deuses pintaram o céu crepuscular de rosas e azuis. Romancistas, portanto - intuí. O mar reflecte toda esta anarquia de cores e feitios que se organiza em torno do sol, que entretanto se põe... Alpendram-se à beira-mar pequenas aves que conferem o ponto alto do romancismo ao cenário. São adornos, pormenores. Mas que distinção se pode fazer, no final de contas, entre pormenores e conjunto? Penso, imiscuindo-se a racionalidade na minha pouca vontade de lhe ceder - quero sentir, apenas. Nesta miscelânea de contrastes entre dia e noite, cores quentes e cores frias, detalhes e conjunto, entre razão e emoção, impõe-se um ambiente irrefragável de misticismo que não só se instala, como consome quem se aventure na contemplação da tela. O tempo acaba, nestes momentos, por se desvair num plano consciente. Abstraio-me de qualquer pensamento. Absorvo, selvaticamente, percepções sensórias por meio de um devaneio que me entrega ao incontrolável fluir de emoções. E, com êxito, me sinto consumido pela natureza, com a qual me fundo inexoravelmente e doravante... Até ao pôr-do-sol.


P.S.: As próximas 7 publicações dirão respeito aos 7 dias da minha viagem, a relatos que fui escrevendo, pensamentos que fui passando para o papel enquanto viajava exterior e interiormente.

Afonso Costa

3 comentários:

Ana de Oliveira disse...

Estou a seguir.

http://writersfield.blogspot.pt

Anónimo disse...

É esta a razão por ter escolhido este meu futuro incerto! =) Não recompensado pelos outros, mas cheio de aventuras e emoções que poucos conhecem e podem vir a sentir...

Anónimo disse...

Esta tua minuciosa descrição de sentimentos está.. "qualquer coisa". A meu ver, revoltante. E até, de certa forma, romântica. Consegues criar diversas questões que se tornam em tão poucas e claras respostas a cada palavra. Parabéns, todos os teus "desabafos" estão excelentes. Continua.
Catarina Oliveira e Silva