quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011


"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo(...). É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos."
Fernando Pessoa


Se te dissesse algo sobre o tempo, sabendo que se me ouvisses isso seria suficiente, eu pedir-te-ia para compreenderes que o tempo passa e tu, como a maior parte das pessoas que está a ler ou vai ler isto, estás parado na calçada da mera existência cósmica. Vive.

Afonso Costa


P.S.: Também preciso compreender isto.

8 comentários:

AF disse...

adoro!

Por entre o luar disse...

Adorei Afonso.. vivamos então ! ^^

Pés de bailarina disse...

Verdade. Vemos a vida passar tantas vezes e nem damos conta.

Moonlight disse...

È verdade Afonso...passamos demasiado tempo a lembrar do tempo que passou e esquecemo-nos de VIVER o tempo presente que é o unico que é realmente real!
Ontem já passou...Amanhã não sabemos se cá estaremos e hoje e agora é o unico tempo que temos em concrecto.VIVE

Bjinho cheio de luar

Daniela. disse...

Não há melhor coisa do que ler as palavras certas. E tu sabes escolhê-las tão bem, Afonso!

Joana disse...

Com este post deixaste-me a pensar...

Beijinhos

Viagem Sem Retorno disse...

Gostei...

Aproveito para deixar o endereço do meu blog http://viagemsemretorno.blogspot.com/

qel disse...

às vezes a inércia é gigante mas o que tem de ser tem muitaaa força :) *