segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

[Imagem: SIC]

Este é, desde a criação deste blog, o primeiro texto em jeito de crónica, porém, também em jeito de desabafo e de crítica em relação à mentalidade do ser humano, mais concretamente do povo português. Que este se prova, desde a sua existência, com algumas limitações a níveis mentais, já se sabia. Mas confesso que, apesar disso, ainda tinha algumas esperanças de ver a concorrente Diana ganhar a 3ª edição dos Ídolos. E eu respeito a opinião alheia, mas talvez não perceba muito bem quando a opinião alheia se baseia em "argumentos hormonais" - o que não quer dizer que não aceite e respeite a opinião de quem o acha 'o melhor' com os devidos válidos argumentos -, porque é sabido que o Filipe - consagrado o vencedor do concurso ontem - não era, de todo, o concorrente mais versátil. Canta bem? Evidentemente, e isso ninguém pode negar. O Filipe é excelente naquilo que canta, diga-se no seu habitual registo, e tem uma voz excepcional, porém, quando comparado com o monstro de palco que é a Diana, que cantou desde as fenomenais 'Ne me quitte pas' (do mestre Jacques Brel), 'Piece of My Heart' (da grande Janis Joplin), 'E depois do Adeus' (do nosso Paulo de Carvalho) até às músicas do grande público como 'Still Loving You' (dos Scorpion), 'Crazy' (de Gnarls Barkley), 'Live and Let Die' (Guns and Roses), e tantas outras, acho que dá para perceber que o Filipe, sem que se lhe retire o seu mérito - especialmente pelos olhos azuis -, foi o justo vencedor das adolescentes em Portugal.


(Para mim, a maior prestação da Diana)

20 comentários:

inês chaplin disse...

concordo completamente contigo!

al disse...

também concordo. e esse momento foi divinal msm.

beijinho afonso. *

R. Branco disse...

A maioria esteve errada ontem, tal como sempre.

Alexandra disse...

Gostei muito dessa actuação sim, contudo o Filipe era o meu favorito, mas nao por questões hormonais como é obvio -.- ah e agora, ornatos violeta é moda das pitinhas encantadas, mas dantes ninguem conhecia nem queria saber. *

Luís Gonçalves Ferreira disse...

Como lia por aí as grandes vitórias da Sic, neste momentos, vão para as "pitas", "os vampiros" e os lobisomens. Um enfim muito grande para chicharrada em que o nosso país tornou a música. Mais, com talentos destes que não gostam de mediatismo não percebo como é que o miúdo vai conseguir vender discos. Ah, deixa-me pensar, vai viver do sonho de plantar árvores e controlar fogos florestais.
A Diana, esse monstro de palco, continuará a sê-lo. Como dizia o Laurente, "Se estivesse nos EUA fazias Hollywood, Broadway e o Mundo todo". Eu completo "como é Portugal, nem um concurso de música ganhas pelos olhos azuis do teu adversário".

Abraço

disse...

E eu apoio o refute!

filipa disse...

Adia é sem duvida alguma a melhor que lá estava. Ela sim deveria ter ganho aquilo. :)

Paula disse...

Pois...concordo. O filipe canta bem é boa pessoa e gostei muito da sua participação mas cá para mim quem devia ter ganho era a diana, não só pelo reportório como pela versatilidade pois apesar de toda a musicalidade do filipe ele rock e disso ninguem o tira e fora disso safa-se. Contudo a diana demonstrou que apesar e para alem de rock tambem se safa mais que muito bem no que quer que seja e era a merecida vencedora do idolos. Agora como as hormonas das portuguesas andam aos saltos, ai aqueles olhos azuis. Ele é todo bom...e bla bla bla e pardais ao cesto. Ora aí está o resultado. E porque aqui em portugal como em muitos lados a beleza continua a ser cartão de visita apesar do Filipe ter formação e nao ser vazio por dentro muito pelo contrario - ser bem formado nao merecia a vitoria.

(:

Moonlight disse...

Afonso,

Isto é como tudo na vida....cada um tem a sua opinião e o seu gosto.
Para mim...aparte os olhos azuis e afins...trocia pelo Felipe,uma prestação fantastica e uma simplicidade fantastica....e realmente uma vez mais se comprova que o que é simples é sempre mais belo.
A Diana até foi boa em sua prestação tambem,mas a sua grande convicção em que era a melhor deitou tudo por agua abaixo....

Bj com luar

Brid disse...

Eu concordo contigo. Esses concursos são uma grande fantochada --'

c disse...

eu concordo com a tua opinião em relação a Diana era a mais versátil, mas ainda assim preferia o Filipe não pelos "argumentos hormonais" (odeio quando as pessoas "falam" por argumento hormonais) mas porque na minha opinião ele merecia ou pelo menos teria mais dificuldade em singrar que a Diana já que esta tem os tios e padrastos na musica, e ele não. Por outro lado o gosto musical do Filipe é fantástico, mas também sou suspeita já que o gosto musical dele é o meu. Deviam mesmo era ter ganho os dois já que sentem os dois a música e percebem-na melhor do que qualquer outro ídolo desta edição.

E agora, adorei o teu comentário também acho aquela frase fantástica e deixa-me a pensar. e obrigado pelos elogios aos texto mas não fui eu que o fiz e aliás não sei quem foi, mas o texto está realmente fantástico :D

smiling me disse...

Eu tenho andado meio desconectada dos Ídolos. E concordo contigo. O Filipe canta super bem, caso contrário, não tinha chegado onde chegou (e é giro, vá), mas, eu cá, não gosto da presença dele em palco. E acho, também, que a voz da Diana é mais versátil que a do Filipe.

Mas isto é apenas a minha opinião e tenho o direito de a expressar, mesmo não percebendo patavina de música profissional e afins...

*

ashley. disse...

Às vezes o passado volta para isso mesmo mas também pode voltar, pelo simples facto, de nunca ter sido esquecido e haver algo mais para mostrar.
Não volta igual, pode voltar melhor ou até pior.

Beijinho & obrigado*

Paladar disse...

Sem dúvida, a Diana tinha/tem tudo para ser a vencedora. Apesar disso, espero que ela aproveite esta rampa de lançamento e "faça" muita musica.

Beijinho Afonso

Ana Monteiro disse...

Não acompanhei o concurso, não posso falar sobre ele.

Em relação ao resto, vou tentar vir aqui mais vezes... Ando bem longe disto aqui! :s

pimpinha disse...

são diferentes, quase que não há espaço para comparar.

sararibeirodasilva disse...

O Filipe quando entrou na sala de casting tinha exactamente a mesma opinião que eu, quando uma pessoa entra num concurso como o Ídolos, anda com o rótulo de «aquele que começou no Ídolos» para o resto da vida, mesmo que um dia venha a ser um grande cantor, famosíssimo... será sempre «aquele do Ídolos», e isso, assustava-o. Quando ele começou a cantar a música dos Pearl Jam, simplesmente caiu-me tudo, ele cantou com tudo o que tinha e mostrou que merecia não só estar ali como seguir em frente. Se assim não fosse ele não teria chegado onde chegou. E uma coisa é dar a nossa opinião, outra completamente diferente é defender a nossa posição argumentando que quem tem uma opinião contrária tem limitações a nível mental. Devo dizer que costumo passar aqui algumas vezes e ficar sem palavras com muito do que aqui é escrito mas agora que fiquei a saber que tenho limitações mentais por preferir o Filipe à Diana, cujo reportório musical foi muito bem escolhido (por ela ou por todos os familiares músicos e entendidos na matéria que a rodeiam? fica a questão...), e cuja voz é muito boa, sem dúvida alguma. E digo mais, não lhe tinha ficado nada mal um pouquinho mais de modéstia! Assim como a sua popularidade aumentou, assim aconteceu com o seu ego que disparou em flecha e fez com que ela, na minha opinião, se tenha tornado demasiado convencida de que era muito boa e que toda a gente gostava muito dela.

Com olhos azuis, verdes ou castanhos... se eu tivesse que votar, votaria no Filipe. E se isso faz de mim uma pita histérica que só olha a «argumentos hormonais», então que seja!

E agora, em jeito de curiosidade... em algum dos programas pegaste no telefone e marcaste o 760300507?!

Afonso disse...

Já que houve aqui alguns comentários discordantes, aproveito para assumir o meu erro ao me expressar mal quando referi que "E eu respeito a opinião alheia, mas talvez não perceba muito bem quando chego à conclusão de que a opinião alheia se baseia em "argumentos hormonais".

No fundo, queria dizer que não entendo quando os argumentos são apenas e somente esses. Mas aceito e respeito a opinião de quem o acha como 'o melhor' de entre os dois finalistas. A questão prende-se mesmo com o facto de eu acreditar que talvez a maioria das pessoas o ache o melhor pelas razões que referi. Obviamente que acredito nas excepções, e obviamente que tambem não desminto que aconteça exactamente o contrário. :)

Luna disse...

Eu concordo em parte com o que dizes. Gosto mais do Filipe que da Diana sim, mas também acho que o Filipe não é aquilo que um programa como o Ídolos pede.
A Diana adapta-se a tudo, tem o vozeirão que se sabe e um à vontade em palco capaz de intimidar qualquer um. É o protótipo do ideal de um ídolo, na minha opinião. E só não tenho a Diana como minha favorita porque me identifico muito mais facilmente com o tipo de voz e personalidade do Filipe (acho um piadão à humildade do rapaz).
De resto, acho importante referir também que não é só a Diana quem faz boas escolhas musicais. Acho que nisso ambos estão em bons níveis. A diferença é que enquanto que ela varia de estilo, ele deixa-se ficar por aquele Grunge; que eu adoro, devo dizer.
Sendo assim, por muito que o Filipe merecesse ser levado a Londres pela sua voz (que não merecia tendo a da Diana ao lado), não é isso que o vai levar até lá, mas antes a sua cara bonita.
Mas olha, é a "pitisse" que temos, estamos em Portugal e temos que nos conformar com isso, já que já vem sendo hábito.
Agora é rezar para que ele não se ponha para aí a fazer uma merda comercial qualquer (creio que não, mas...) e que a Diana faça muito, muito sucesso, pronto.

Luna

saraviana. disse...

graças a Deus que vejo alguém a concordar comigo em relação ao vencedor dos idolos desta edição!
a Diana merecia ganhar, é de caras*
o que uma cara bonita faz..