quarta-feira, 28 de outubro de 2009


“Tudo é ousado para quem nada se atreve”
Fernando Pessoa


[Imagem: "Crepúsculo, in Google]

Meu amor,
"Se um dia o diabo quiser, faremos o crime perfeito". Porque estarmos juntos sempre se revelou um crime, essencialmente um crime perfeito, uma iniquidade de gigantescas proporções. Fomos contra tudo e contra todas as regras e o meu barco naufragou. Mas agora que fui salvo pelas asas que me dei, não quero mais desistir de cometer loucuras. Agora que sei cheirar o perigo, rugir contra as ondas do mar e suportar o peso da lua em cima das minhas costas, esqueci-me de como é desistir, de como é ser são e normal. E pelo peso da minha própria consciência atrevo-me a continuar no caminho da incessante loucura que é beijar os teus lábios sem fechar os olhos. O meu barco não naufraga mais pois não tenho mais barco, mas estou vivo e ando sobre as ondas do mar.
E se um dia o diabo quiser, meu amor, voltaremos a fazer o crime perfeito.

Afonso Costa

21 comentários:

mia disse...

adorei sem dúvida! está tipo alguma coisa de perfeito. está bem escrito, diz o essencial e é de ler e pedir por mais. continua a escrever. um beijinho, mia

Leto of the Crows disse...

Caminhar sobre as ondas é desafiar os deuses das profundidades... Então desafia-os, e atreve-te.

Beijinhos!

Marta Rosa disse...

Texto e imagem fantásticos*.*

Alexandra disse...

Para mim é dos teus melhores textos, talvez pela combinação texto/imagem/música, está simplesmente inigualável, único :) *

R. Branco disse...

Como eu gosto desta música... É bom quando sentimos o risco e o desafio no Amor: o crime.
Obrigado pelo comentário .

Brid disse...

Eu quero tanto o crime perfeito. Eu quero tanto naufragar e deixar-me levar pelas ondas. Tanto.

U disse...

adrenalina power xD

c disse...

está mesmo bonita, mesmo

Mara disse...

«Fomos contra tudo e contra todas as regras e o meu barco naufragou.»

Ás vezes penso que só os verdadeiros amores são assim.
E é pena, porque costumam ser esses os impossíveis.

Tocas-me sempre*

[ rod ] ® disse...

Amar exige cumplicidade... e que assim seja a equação de todos os atos... perfeitos ou não... guiados seja por quem for. Abs meu caro.

Sandra ' disse...

"E pelo peso da minha própria consciência atrevo-me a continuar no caminho da incessante loucura que é beijar os teus lábios sem fechar os olhos."

Que lindo, Afonso. Sempre achei que os textos, qualquer que seja o seu tema, ficam muito mais belos na voz masculina. Os teus não são excepção.

Um beijo

Luís Gonçalves Ferreira disse...

Afonso, deixei um desafio para ti no meu blogue. É sobre a Operação Nariz Vermelho (não sei se conheces). Passa lá se puderes.

Um abraço,
Luís

Maria Francisca disse...

Então esperemos que o Diabo queira, porque acho que a situação merece um favor do Diabo.

P' disse...

Obrigada .

Parabéns pelo teu texto , enfeiticou-me.

Paula disse...

'E pelo peso da minha própria consciência atrevo-me a continuar no caminho da incessante loucura que é beijar os teus lábios sem fechar os olhos'

Com tanta determinação e convicção espero mesmo que o diabo queira ^^

Lindo, lindo :)

diana disse...

Adoro a música, adoro a imagem, adoro o crime perfeito. O post é, em si, perfeito.

Catarina disse...

oh meu deus, o quanto adoro a história do twilight.
obrigada, eu sei que vai passar... mas, até lá.
gosto imenso do teu blogue, acho que vou seguir.

beijinho!

Catarina disse...

oh meu deus, o quanto adoro a história do twilight.
obrigada, eu sei que vai passar... mas, até lá.
gosto imenso do teu blogue, acho que vou seguir.

beijinho!

Catarina disse...

oh meu deus, o quanto adoro a história do twilight.
obrigada, eu sei que vai passar... mas, até lá.
gosto imenso do teu blogue, acho que vou seguir.

beijinho!

S* disse...

Voltar ao que foi e já não é...? Valerá a pena?

Spiritual disse...

Viver é só por si um crime... pena que tantas vezes não seja assim tão perfeito... mas talvez possamos fazer algo para o aperfeiçoar... :)