terça-feira, 15 de setembro de 2009


Foto: Cabo Verde, Setembro de 2009

Sabes quando te sentes a pessoa mais feliz do mundo? E quando sentes que nada poderá tirar-te aquela sensação limite… Só te apetece rir e ser criança novamente… Ou quando simplesmente a tua vida estabilizou e vives um dia de cada vez… Quando te sentes de tal maneira realizado e satisfeito que os teus olhos ganham outro brilho?

Bom, e sabes quando te podem acontecer as piores coisas do mundo? Quando te sentes a pessoa mais infeliz do mundo? Ou até quando nada faz sentido para ti? Quando te apetece desaparecer, ou chorar, ou sentes uma enorme vontade de ser arrogante para toda a gente, quando estás irritado e nada te acalma?

Pois eu… Eu procuro-te em todos os momentos. Não porque és a pessoa mais importante da minha vida; antes disso vem todo o porquê de o seres. E é, de facto, quando o sol se esconde por detrás das nuvens grávidas de água, ou quando o mesmo sol brilha e afasta qualquer dia negro da face da terra, que te procuro. Procuro-te no teu quarto, no sofá a ver desenhos animados, ou na rua a brincar. Procuro-te na foto que tenho dentro da carteira ou nos milhões de momentos captados que tenho no arquivo do meu computador. Procuro-te espiritualmente no meu coração ou fisicamente nos teus braços. E como um bebé, acabo por cair no teu colo, como se fosses tu o irmão mais velho a tomar conta de mim, como eu faço contigo quando sentes essa mesma necessidade que eu. Não sabia que eras tão essencial, porque sempre tomei do meu próprio egoísmo e nunca percebi o quão vazia seria a minha vida sem ti. Porque és alegria, porque és força da natureza, porque foste um milagre e porque, embora sem saberes, me enches o meu mundo de felicidade, orgulho e força. Por ti, nunca desisti de nada nesta vida. Porque também tu não desististe da tua vida quando poderias ter perdido todas as forças, e lutaste por ela durante 11 anos. Porque te amo mais do que a qualquer outra pessoa nesta vida. O meu amor por ti é eterno. Parabéns meu irmão, parabéns Bernardo <3

5 comentários:

Por entre o luar disse...

Oh adorei a sensibilidade, o amor=)

BeijinhoOosAfonso* e parabéns ao mano:P

Alexandra disse...

Oh Afonso *.* se fosse comigo teria muito orgulho em ter um irmão como tu, sem dúvida :')

Beijinhos e parabéns ao irmão *

U disse...

parabéns ao bernardo :b
e oh, tu próprio és um orgulho por seres o irmão que és!

Davie disse...

que texto Afonso *.*

Marianita disse...

Muitos parabéns ao Bernardo.
e este texto está muito ternurento para o teu irmão =)