terça-feira, 28 de julho de 2009


NO TEMPO QUE PASSA,
Desbravo oceanos
Na tua voz que oiço,
Diz-me meu amor
No mar que navego,
A certeza desse amor
Nas palavras que reforço,
Que também sou teu
No corpo que possuo,
E no prazer eterno da tua aragem,
Na plenitude da eternidade,
E na convicção que não deixo,
Rogo-te: navega comigo
No sentido das emoções
No instintivo talento do amor,
No cruzamento dos nossos corpos,
Nas entrelinhas do nosso sonho
Que nos torna - a nós - eternos.
Porque só tu,
Com os teus expressivos olhos,
O teu toque magistral, palavras, enfeitiças
O sussurrar do coração entre os dedos
Conheces do amor os segredos
E assim fascinas, assim cativas.
Vem meu mar, traz-me sal e maresia
Traz o meu amor, traz a minha alegria
E assim, leva contigo as lágrimas,
A tristeza, a dúvida,
Porque agora sei
Quem é o amor da minha vida

Afonso Costa

[Imagem: Algarve, Fevereiro 2008]

15 comentários:

Sílvia disse...

Gostei da foto :)
E então o que escreveste :'o
Escreves mesmo bem!

U disse...

«Vem meu mar, traz-me sal e maresia
Traz o meu amor, traz a minha alegria
E assim, leva contigo as lágrimas,
A tristeza, a dúvida,
Porque agora sei
Quem é o amor da minha vida»

lindo, oh *

Lack Of Imagination disse...

'tá muito fofinho, Afonso +.+
E a foto tá gira, como sempre :3

Joana Éme. disse...

Que sonho que isto está, Afonso.
E que sonho bonito.

Mara disse...

É pena quando o amor da nossa vida não o pode ser...

Beijinho Afonso*

Marianita disse...

Gosto imenso da tua maneira e do teu geito de escrever =)
beijinho

Laura Matos disse...

- Afonso tu esreves mesmo mesmo bem, eu apaixono-me pelos teus poemas / textos $;

- Rapaz escritor, sim és +.+

Mara disse...

Conheço tão bem esse nó Afonso e quando o sinto dá-me uma vontade louca de chorar...

Cátia'P disse...

Tudo o que mar leva o mar devolve e so ele tem força para isso.
Extraordinariamente bom :')

Laila disse...

Palavras que cheiram a mar :D
Adoro, adoro e não posso deixar de adorar *.*

Davi(d) disse...

a sério, gostei mesmo Afonso :D

Dead Porcelain Doll disse...

Convém nesta vida não ter muitas certezas... é triste, mas é assim mesmo que as coisas são... :)

beijinhos!

diana disse...

Está maravilhoso. Quase sinto essas emoções retratadas no poema só em ler.

Zita disse...

Brilhante @.@

Adriana disse...

Amei! Está lindo, indescritivel! :)