domingo, 26 de julho de 2009


Nada é o que parece...

Embrulhada numa discreta manta que eu cozi para o meu próprio bem, escondo a minha vontade de vomitar o quão deprimente é ouvir palavras da vossa boca que me dizem respeito, mas que passam tão ao lado daquilo que eu sou. Porque têm toda a obrigação de me conhecer, e tentam desnecessariamente ter razão naquilo que vêem em mim. Mas não chegam lá, essa não é a minha essência.

As aparências iludem...

E maior cego é aquele que não quer ver.

Nada é o que parece.

9 comentários:

AnaLuísa disse...

'nada é o que parece'.. tens toda a razão.

beijinho Afonso. *

U disse...

descose :x *

Nameless trying to be someone. disse...

os provérbios das nossas gentes são tão dogmáticos que chegamos a crer piamente nos mesmos. não deixam de reflectir ma cultura extremamente bonita.

*Ariel* disse...

Além de gostar dos teus posts de texto, adoro cada foto que pões aqui, se és tu que as tiras tens bom gosto e jeito a dobrar :P


Beijo*

Bianca Nogueira disse...

Tens toda a razão.

Qel disse...

oh quem me dera a mim escrever com tanto requinte sobre assuntos tão imundos quanto esses, quem me dera a mim ter essa capacidade. Admiro-te por isso! *

diana disse...

Nunca, nunca é mesmo o que parece.

Purple disse...

Vivemos num mundo feito disso mesmo, aparências e ilusões.

Ninguém é perfeito. Everybody lies .

Dead Porcelain Doll disse...

Eu também acho... acho que no fundo é tudo mais belo e melhor do que aparenta... mas claro, para todas as regras há excepções! :)

Beijinhos!