sábado, 28 de fevereiro de 2009

Fossem milhões os sentidos, biliões os rostos, triliões as pobres almas deste mundo. Fossem infinitos os gestos de carinho, de atenção, as palavras de amor escritas no vento que nos leva. Fossem os tempos contados, os dias revisitados, as histórias relidas, os abraços revividos, as palavras insubmissas e os sorrisos resguardados. Fossem as cores reflexo, fossem vãos os sermões e as belas palavras, o teu amor um suspiro, um tocante sussurrar de melodias ao meu ouvido, um olhar que me prende, o centro de um novo mundo: protege, aplaca, faz-me sorrir.
Fosse tudo isto a verdade e o mais que não se diz e o menos que não se cala, todas as palavras ditas e todas as que não disse, tudo aquilo que senti, e tudo aquilo que ficou por sentir, mesmo assim, acho que fica sempre algo (um quase tudo essencial) por dizer. E é neste défice de palavras que ficam por dizer que sinto poder dar-te a minha mão e soletrar, com a força incomensurável de algo que bate infinitamente dentro de mim, um conjunto de cinco letras insubstituíveis, tão belas, tão fortes, e mesmo assim, tão pequenas comparadas com aquilo que representas para mim: Amo-te mãe!

Parabéns.

23 comentários:

baby piggy disse...

WOW :| que lindo Afonso! Parabéns à tua mamã, que tem um filho excelente! *

baby piggy disse...

Oh meu filho, quero que me adiciones assim que puderes, em breve vou deixar este mundo (real e virtual) em busca da paz eterna, para acompanhar os meus sorrisos plenos. SIM! O SUICÍDIO!
(agora é a parte em que tens um ataque cardíaco) *

baby piggy disse...

Voilá, estás lá?! Acho que não me enganei a adicionar xD

Mai disse...

Oi, querido.

Bela homenagem. Fico pensando no escritor que te habita se levasses a sério a literatura.

Carinho,
Mai

Alexandra disse...

Que perfeito, amei *.*
A mim ficou-me muita coisa por dizer, mas não interessa, ela sabia na mesma, sabia o quanto essencial era.
Já agora parabéns à mãe que tem um filho com imenso talento :'D

(tens a minha música preferida no blog *.*)

Beijinho*

Joli disse...

Perfeito *.*

Catarina disse...

Está tão especial o texto :')
Adorei
Beijinhos*

diana disse...

Para um texto tão profundo acho que as palavras são dispensáveis para o descrever.

Davi(d) disse...

Que texto bonito Afonso :)
E parabéns atrasados, no meu caso, para a tua mãe ;)
abraço *

Alexandra disse...

Obrigada Afonso :'D
É natural que seja, a música é lindíssima :)

baby piggy disse...

Let me go hoooooooooooooome!
Vou-te pintar um estalo se não actualizas isto (a) *

Ana Monteiro disse...

Uma frase:
A tua mãe criou-te bem! (a)

« Let me go home
It all will be alright
I'll be home tonight
I'm coming back home »

V disse...

LINDO LINDO LINDO! a tua mão só pode ter muito orgulho em ti :)
um beijinho *

Inês disse...

obrigada :$
eu gosto de invasões.

que texto este, adorei.
a tua mãe tem de certeza muito orgulho em ti :)

beijinho *

P. disse...

O texto está lindo , o snetimento é bastante profundo.
Trata-a bem Afonso , edá-te pela sorte de ters uma mãe excelente e que está ao teu lado.
Caminha sempre com ela , de mão dada.

E um beijinho de Parabéns á tua mãe. :$

___
Talvez naõ hajam fatos resistentes aquele olhar. :S

Ana Pliim disse...

Está bem mais do que perfeito. Parebéns ;)

Joli disse...

Obrigado :DDD

'stracciatella disse...

Nem sei bem o que dizer!
Mas sei que foi das coisas mais bonitas que já li na minha (ainda curta) existência!

Parabéns à mãe! :D

*

Carla disse...

que sentimento profundo, espelhado em palavras perfeitas
beijos e boa semana

baby piggy disse...

O meu 13º desejo concretizou-se :'D conhecer (um rapaz) que goste de high school musical!
MUAHAHAHAHAHAHAHAHA!

Beijinho Arriba! xD pahah *

Joli disse...

P.s. Epah, realmente... uma mãe daquelas NÃO! LOOOL

Escreve mais pah! :P eheh

Joli disse...

p.s.II. a tua mãe deve ter ficado assim ----» *.* (dps de ter lido o teu texto)

P. disse...

Ainda por cima quando Convivemos e amamas esse olhar. =$